Embratur promove arte nacional no mercado britânico


“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta também na sede da Embaixada

“The Art of Diplomacy: BraziIian Modernism Painted for War” exposta também na sede da Embaixada

Um dos critérios que influencia a escolha do turista do britânico em viagem ao Brasil é a oportunidade de vivenciar a cultura brasileira. De acordo com o perfil da Demanda Turística do Ministério do Turismo, 32,2% dos britânicos, que visitam o Brasil a Lazer, procuram o nicho cultural. Por isso, no último dia 7 de junho, o Instituto e a Embaixada do Brasil em Londres promoveram o seminário Art Tour in Brazil. O evento, realizado na sede da representação diplomática brasileira no país, contou com a participação de 62 representantes do trade e da imprensa britânica, além da equipe da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador.

Ao lado de Alex Robinson, escritor e fotógrafo de Londres, especialista em Brasil e detentor de prêmios por reportagens fotográficas de aventura e natureza, e da curadora de artes Clara Rocha, a representante do EBT Reino Unido apresentou destinos brasileiros que são ícones de arte no país. Os contemplados reúnem desde os sítios arqueológicos pré-históricos do Parque Nacional Serra da Capivara (PI), a arquitetura barroca de cidades coloniais como Salvador (BA), Ouro Preto e Congonhas do Campo (MG), até a arte brasileira contemporânea presente em Inhotim (MG) e no Instituto Ricardo Brennand, em Recife (PE), além do Museu de Arte (MASP) e a Pinacoteca do estado de São Paulo.

Segundo o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo, Alisson Andrade, a cultura brasileira está entre as principais preferências do turista britânico que viaja ao Brasil, dentro do segmento de Lazer.

“Por esse motivo, a Embratur tem buscado, junto às secretarias estaduais de turismo, por exemplo, levar às suas promoções internacionais ações que divulgam a cultura brasileira como atrativo turístico”, destacou.

A arte brasileira, embora menos conhecida internacionalmente que outras expressões artísticas como a música e a dança, também é marcada por características únicas resultantes da miscigenação de estilos que deram origem à rica cultura do país. Entre os grandes expoentes, merecem destaque nomes como Aleijadinho, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Candido Portinari e Lasar Segall sendo que os dois últimos, presentes na exposição que se encontra aberta ao público, na Embaixada.

Fonte: Mercado & Eventos

Previous Operadores uruguaios conhecem o Rio Grande do Norte
Next Câmara dos Deputados deve votar hoje (12) projeto que beneficia o turismo

Suggested Posts

Rick Ueno O mercado de luxo deve apresentar um crescimento de 2,5% em 2018. Grande parte deste ganho está ligada ao turismo e gastronomia. Até 2022, por exemplo, o aumento chegará a 10%, de acordo com estudos da Euromonitor. A expectativa positiva do mercado de luxo para os próximos anos deve compensar a queda de …

0 5

Castelos e águas termais enriquecem a cidade no Norte de Portugal Por Tarcila Ferro Duzentos quilômetros separam Chaves de Zamora, na Espanha. A proximidade que hoje é vista como vantagem (afinal, em menos de duas horas outro país dá as caras), foi motivo de duras e longas disputas por território. Não é de se estranhar, portanto, haver um castelo fortificado logo de …

0 12

Calin Rovinescu, presidente e CEO da Air Canada. Os resultados da Air Canada referentes ao segundo trimestre de 2018 já foram divulgados. O Ebitdar chegou a US$ 491 milhões, enquanto o lucro operacional ficou em US$ 172 milhões. Já a liquidez irrestrita foi recorde de US$ 3,85 bilhões. A receita de passageiros subiu 10,4% para …

0 9

Comentários