Rota 55 TV
Capa Destino Nacional

Alcatrazes e São Sebastião: o espetáculo da natureza no litoral paulista

Além das praias, São Sebastião ganha destaque como destino de ecoturismo e gastronomia. A cidade também é um dos pontos de partida para o passeio ao Arquipélago de Alcatrazes, recentemente aberto aos turistas.

Foto por Jorge Mesquita / Mako Dive Center

Foto por Jorge Mesquita / Mako Dive Center

Mergulhar, tomar banho de cachoeira, fazer trilhas em meio à Mata Atlântica, surfar, saborear deliciosos pratos da cozinha contemporânea, ficar hospedado em um hotel luxuoso ou apenas aproveitar um dia na praia. Tudo isso é possível em São Sebastião, um dos melhores destinos do litoral norte de São Paulo.

Entre o oceano e a Serra do Mar, a cidade exibe o visual típico da região, encontrado apenas em poucos lugares do mundo, com montanhas emoldurando belas praias tropicais. Mas, muito além do sol e do mar, São Sebastião surpreende pela variedade de passeios, que envolvem ecoturismo, aventura, gastronomia e cultura.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Com cerca de 70% de sua área protegida por unidades de conservação como o Parque Estadual da Serra do Mar, o turismo no município contribui para a preservação dessa exuberante natureza, tão perto de uma metrópole como São Paulo.

A proteção da biodiversidade também tem orientado os passeios a Alcatrazes, em operação há poucos meses. O arquipélago está dentro de uma área de conservação marinha de 70 mil hectares.

Um refúgio intocado

A 45 km da costa de São Sebastião, existe um arquipélago que muitos nem ao menos conhecem pelo nome, onde praticamente não existem vestígios do ser humano e a natureza se apresenta em todo seu esplendor: Alcatrazes. Ao se aproximar de barco desse paraíso, a sensação é de estar dentro de um filme, descobrindo uma ilha perdida.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

São enormes rochedos arredondados, algo como um Pão de Açúcar paulista, cobertos por vegetação e rodeados por centenas de fragatas que voam em círculos. Já o mar é cristalino e habitado por uma ampla variedade de peixes e corais. Em Alcatrazes é possível encontrar animais endêmicos e mais de 1.300 espécies diferentes, incluindo tartarugas, baleias, arraias e golfinhos. A biodiversidade de peixes ali é maior do que em Fernando de Noronha.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Fechado há décadas para treinamentos da Marinha, o Arquipélago de Alcatrazes é agora Refúgio de Vida Silvestre, sob gestão do ICMBio, e foi aberto oficialmente para o turismo em dezembro do ano passado. Para proteger o ecossistema local, o desembarque nas ilhas é proibido e o passeio só pode ser realizado através de operadoras cadastradas pelo ICMBio e com barcos autorizados. Embarcações particulares não são permitidas.

Mergulho em Alcatrazes

A visita inclui trajeto de barco até a Ilha de Alcatrazes, a maior do arquipélago, e mergulho para contemplação, que pode ser autônomo (com cilindro) ou flutuação (snorkeling). Aliás, Alcatrazes é um dos melhores destinos de mergulho do Brasil, com 10 pontos diferentes, temperatura da água muito agradável no verão e uma visibilidade que pode chegar a 30 metros.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A sensação de nadar tão longe do continente é incrível. Mesmo apenas com o snorkel é possível ver uma profusão de peixes e outras criaturas, além de corais e até cavernas submarinas.

Com base em São Sebastião, a Mako, uma das empresas autorizadas, faz o passeio a Alcatrazes para grupos de até sete pessoas em uma lancha catamarã (que percorre cada parte do trajeto em pouco menos de uma hora). O barco parte da Praia de Toque Toque Pequeno e é possível ficar um bom tempo nadando no paraíso de Alcatrazes.

Praias de São Sebastião

Há mais de 30 praias ao longo do extenso litoral de São Sebastião. Fica até difícil definir qual é a melhor delas. De locais praticamente desertos a pontos bem badalados, a escolha vai depender do perfil do viajante. Vale apostar nas praias da costa sul, mais afastadas do centro, entre Toque Toque Grande e Boraceia.

Foto por iStock / filipefrazao

Foto por iStock / filipefrazao

Os visuais são sempre deslumbrantes: areia clara e fofa e a praia emoldurada pelo verde da Serra do Mar. No verão, o mar fica bem calmo e com uma temperatura em torno dos 30°C – perfeito para um bom mergulho. Uma das praias mais populares é Maresias, animada e referência mundial em surfe. Há também Barra do Una, Juquehy, Barra do Sahy, Paúba, Baleia, Cambury e Camburizinho, entre muitas outras.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Em Toque Toque Pequeno, a apenas um quilômetro da costa, a água é tão cristalina e repleta de peixes que virou ponto de mergulho. Como a profundidade não é grande e o mar é mais tranquilo, o local é perfeito para os mergulhadores iniciantes. Ali, a Mako realiza mergulhos de batismo (discovery dive).

No mergulho discovery, não é preciso ter qualquer experiência prévia. Depois de uma série de instruções básicas, você segue em um barco até o ponto de mergulho. Dentro da água, é acompanhado por um instrutor o tempo todo. O mergulho tem algumas contraindicações, por isso, consulte antes um médico especializado.

Entre Cambury e a Barra do Una, há várias ilhas que podem ser visitadas em passeios de bate e volta. A das Couves, a dos Gatos, As Ilhas e a Montão de Trigo são redutos de tranquilidade, com pontos para o mergulho livre.

Ecoturismo: trilhas e cachoeiras

Muito mais do que sol e praia, São Sebastião tem uma natureza exuberante. Ao se aventurar pelas amplas áreas de Mata Atlântica preservada, você vai encontrar cachoeiras de diversos tamanhos, rios cristalinos, formações rochosas e uma fauna diversa. O ecoturismo é um dos grandes destaques do destino, que investe cada vez mais em passeios bem estruturados e sustentáveis. Trilhas, tirolesa, rapel, cascading e arvorismo são alguns dos atrativos disponíveis.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Em Cambury, seguindo pela Estrada Rio das Pedras, há uma trilha que leva às Cachoeiras do Sertão do Cacau. Com nível médio de dificuldade, o trajeto de cerca de um quilômetro dentro da mata fechada proporciona visuais incríveis. As cachoeiras no final fazem valer qualquer esforço, com piscinas naturais de águas refrescantes e cristalinas em tons de verde.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Outra trilha que guarda boas surpresas pelo caminho é a da Praia Brava. Com um percurso de quatro horas (ida e volta) e um terreno mais íngreme, dá acesso a pontos privilegiados para birdwatching, a um mirante com vista para Boiçucanga e à própria Praia Brava, uma das mais desertas e paradisíacas de São Sebastião.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A maioria das trilhas fica na costa sul. Para um passeio mais tranquilo e seguro, é recomendada a contratação de agências e guias. Com roteiros ecológicos por São Sebastião, uma boa dica é a Eco Experience, uma empresa especializada em ecoturismo, cuja equipe é formada por biólogos apaixonados pela natureza local.

Na Boraceia, é possível visitar as Terras Indígenas do Rio Silveira, reserva onde vivem índios tupi-guarani. Além de ter um contato próximo com as tradições desse povo, mantidas vivas através da dança, da música, do artesanato e da comida típica, o passeio segue por uma trilha em terreno arenoso ao longo do rio cristalino. O final do trajeto guarda mergulho em uma refrescante piscina natural. A Eco Experience também organiza essa visita à aldeia.

Gastronomia de Cambury a Maresias

Área repleta de hotéis e pousadas, Cambury reúne um núcleo gastronômico com muita variedade. Além de lanchonetes, pizzarias e sorveterias, ali se concentram alguns dos melhores e mais refinados restaurantes de São Sebastião. A começar pelo Manacá, o mais tradicional de Cambury, aberto em 1988. Cercado por vegetação nativa, o salão do Manacá é um espaço aberto erguido sobre palafitas em estilo tropical. No menu, destaque para os frutos do mar.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Com um ambiente charmoso e elegante, o Ogan oferece um delicioso cardápio de culinária contemporânea, com peixes, frutos do mar, carnes e massas. Aberto, o deck superior proporciona uma bela vista para a Mata Atlântica ou para o céu estrelado. Já o YYE, instalado dentro do luxuoso hotel Nau Royal, também em Cambury, tem cardápio assinado pelos chefs Morena Leite, do Capim Santo, e Artur Dornelles. Os pratos prestigiam ingredientes de várias partes do Brasil.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Seguindo para a praia de Maresias, vale destacar o Guató, que combina produtos regionais com a cozinha contemporânea. Quem comanda o restaurante, localizado dentro do Hotel Maui Maresias, é o chef Murilo de Oliveira, que participou do MasterChef Brasil.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Exclusividade e romance

São Sebastião tem ótimas opções de hospedagem para todos os orçamentos – de pousadas mais simples a luxuosos hotéis boutique com vista para o mar. O Nau Royal, em frente à Praia de Cambury, merece um destaque à parte. Além do restaurante YYE, o hotel abriga 13 suítes muito confortáveis, cujos tamanhos variam entre 26 m² e 120 m², e um SPA by L’Occitane.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Perfeito para casais que desejam celebrar uma data especial, o Nau Royal também oferece uma área de lazer paradisíaca, com palmeiras, gazebos, espreguiçadeiras, uma piscina e uma grande jacuzzi aquecida – tudo isso a poucos passos da areia da praia.

Fonte: Qual Viagem

Matérias relacionadas

12 lugares lindos para visitar perto de Sintra

rota55tv

Baccio di Latte lança sorvete sabor Mate

rota55tv

Do mergulho à praia mais bonita do mundo: o que fazer em Fernando de Noronha

rota55tv

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Mais

Privacidade